Artigos, Blog

Os escritos inquietantes de Vitor

Escritor venâncio-airense Vitor Vogt prepara o lançamento de seu primeiro livro, que reunirá poemas e crônicas
Por Rafael Augusto Machado, jornalista

Nos tempos conturbados que vivemos, a escrita é um refúgio eficaz para exercer a criatividade, expressar talento e levar boas experiências às pessoas. Neste cenário, a cada dia novos escritores surgem e presenteiam os amantes dos livros com suas obras. Vitor Vogt é um exemplo disso. O jovem venâncio-airense está preparando o lançamento seu primeiro livro, ainda sem título, que reunirá poemas e crônicas de sua autoria. A obra está sendo editada pela Editora Vírtua, de Caxias do Sul (RS), e deve ser lançada em julho.

Segundo Vitor, o contato com a literatura começou bem cedo, na escola, ainda no quarto ano do Ensino Fundamental. “A professora ensinou o que era poesia e propôs um exercício. Cada um podia ou escrever um poema ou pegar um que já existia. Eu fui o único que escrevi um”, conta. O hábito de estar sempre observando o mundo à sua volta e refletindo sobre ele fez com que o jovem rapidamente desenvolvesse o hábito da escrita.

Seu olhar único sobre situações, pessoas e coisas pode ser sentido facilmente por quem lê seus escritos, em poemas intimistas que naturalmente conduzem o leitor a uma série de reflexões e questionamentos. Da mesma forma, as crônicas escritas por ele vão a fundo em situações do cotidiano que, por vezes, passam despercebidas aos olhos da maioria das pessoas, mas que Vitor faz questão de usar como ferramentas para gerar um senso crítico e reflexivo nos leitores. “Minha cabeça está o tempo inteiro trabalhando, e como eu penso em muita coisa, foi acumulando. Quando eu descobri que podia transformar em textos essas coisas que eu pensava foi um divisor de águas na minha vida. Sinto que tenho mais tranquilidade mental agora”, relata o autor.

Da infância aos conflitos existenciais e dificuldades da adolescência até os inquietamentos da vida adulta, o escritor narra experiências que moldaram sua personalidade e o faz quase que como um grito ao mundo, numa ânsia de expressar seus pensamentos e sentimentos. A obra conta com diversos textos já publicados e muitos inéditos. “Desde a adolescência fui adotando uma postura questionadora a respeito da sociedade em que vivemos. Os poemas e crônicas se tornaram a maneira de conseguir comunicar esses questionamentos para outras pessoas”, reforça.

Estande de escritores locais na Feira do Livro de Venâncio Aires (RS) em 2021. Editora Vírtua esteve presente. FOTO: Rafael Augusto Machado

A publicação de seu primeiro livro o motiva a fazer planos para seguir no meio literário, no qual é bastante atuante em Venâncio Aires (RS). Ele prevê um evento de lançamento na Capital do Chimarrão durante o mês de julho. Depois será o momento de intensificar a divulgação e participar de feiras do livro, como as de Santa Cruz do Sul (RS), Venâncio Aires e Caxias do Sul (RS).

Compre os livros dos escritores de Venâncio Aires (RS) e receba-os em casa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.