Décimo livro do poeta Leandro Angonese, apresenta um estilo intimista e marcante, e será apresentado na 32ª Feira do Livro de Santa Cruz do Sul (RS)


Dizem que um livro vende pela capa. Muito mais do que isso, ela deve representar, em alguns centímetros quadrados, o verdadeiro espírito da obra, comunicando de forma instantânea o que o leitor encontrará nas páginas que está prestes a desvendar. Com Sanatorium (Editora Vírtua, 112 páginas, R$ 15), décimo livro do poeta caxiense Leandro Angonese, é assim. A obra será apresentada na 32ª edição da Feira do Livro de Santa Cruz do Sul no dia 7 de setembro, sábado, às 12h00.

Ao pegar o livro em mãos, os desenhos de Miguel Angoneze, filho do autor, levam o leitor a uma viagem íntima que começa pela capa e segue nas páginas internas, com ilustrações intercaladas entre os poemas. Os desenhos remetem aos mais variados sentimentos e sensações, lembranças, anseios, frustrações e alegrias. Os poemas completam esta atmosfera, em um estilo que mescla a melancolia de poetas como os brasileiros Augusto dos Anjos e Álvares de Azevedo e a desesperança do Alemão Bukowski.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *